2020. Pintura, impressão e tinta acrílica sobre telha de barro, 42,5 x 6 x 38,6 cm.
Os trabalhos da série “Para casas que nunca morei” são pinturas formadas por telhas de barro coladas, pintadas e impressas. 
As telhas são usadas como suporte e como proteção para as minhas memórias, como um telhado, protegendo dos ventos e das chuvas e intempéries da vida. Também, as colagens impressas sobre a telha vêm para fixar e dar veracidade para as mesmas e unir a composição visual desses objetos.
Por fim, o trabalho é uma homenagem aos espaços imaginários que habitei nas minhas memórias, que é materializado usando como referência as cores de ambientes de minha, imagens dos dos objetos marcantes deo meu arquivo e de narrativas ficcionais que criei inconscientemente sobre a minha casa da imensidão. 
Back to Top